quinta-feira, 12 de maio de 2016

Trevas


No mundo das trevas
Um som ecoa pela selva
No fundo do poço
Um grito de socorro
Em meio a tantas nuvens negras
Um corvo observa a espreita
Sua vitima que nada anseia
Cai uma nevoa que o cega
Ao bater de asas
Um redemoinho em brasas
Um grito de agonia
Uma mancha de sangue ao chão
E um corvo indo embora
Eis as trevas em ação.

Nenhum comentário: