quarta-feira, 9 de setembro de 2009

passado escuro

Não sei o que tenho
não sei se perigo
não quero mostrar meu lado sentimental
nem quero no escuro sentir um medo anormal
vivendo no passado que tem de melhor
a musica que eu sonhei viver
os tempos que quis escolher
andando pela cidade
roupas antigas
coisa melhor nunca vista
em um sonho talvez eu me vista
colocada sem nenhum afeto
escrevo errado que é certo continuo no vazio
o sol queima minha pele
a tortura me aniquila
a faca nem me corta
o sangue esta no passado tentando reaparecer.

Nenhum comentário: