segunda-feira, 24 de agosto de 2009

morrendo por dinheiro

A arma apontada para a cabeça
se quem nos faz de verdade viver é o coração
a ganancia sucumbe os homens
os homens engolem o sujo dinheiro
quando fizeram a enfrentar
a escuridão chegou ao seus pés
um simples grito ou talvez um delírio fez aplaudir
quando começa a chegar com passos lentos
a verdade me diz que horror
serio mesmo pensei que era por nada
o dinheiro apenas se gasta
como em uma conversa intectual
assinando contrato e distribuindo
escrevendo seu nome na sua própria cova
comprando sua vaga no céu talvez
ou morto por não pagar dividas
a simples verdade obtém-se
o que era de vez a vida foi a morte e em vão o dinheiro.

Nenhum comentário: