segunda-feira, 16 de maio de 2016

Dispenso essa luz

Cada sentimento me leva de volta
Como um barco sem rumo
As ondas fortes me levam a praia
Meu coração já mastigado boia.

Mais anestesiado não poderia estar
Quando da minha janela vejo o luar.

Como um espelho imenso em mim reflete
A luz é só mais uma das coisas que me entristece
Não sou feita da luz e nem sou propensa a segui-la

Eu gosto dessa escuridão que cerca minha vida.

Não pense que sou infeliz por conta disso não
Eu já me acostumei com toda essa solidão
Mas tenho sempre uma boa companhia ao meu lado
Seja onde tem música tocando, chuva e bebida.
Tenho pessoas que gostam de compartilhar suas vidas.

Que vida é essa, nós temos tanta pressa.
Tanta pressa para chegar ao fim
Porque se pensarmos bem nós temos uma grande sorte
Pois a vida segue em uma linha reta para a morte.

Mas essa estrada é você que vai trilhar
Não esqueça o guarda-chuva e as galochas

Você vai é mesmo se molhar.

Nenhum comentário: