terça-feira, 10 de março de 2015

Melodia final

Essa música tão sublime me faz ambicionar dançar
Sinto-me desemparedada como se minha corpulência fosse o vento
Ou como se o vento me conduzisse até o infinito.

Essa melodia me faz lacrimejar e revelar
Mesmo não dominando tal afeição
Gosto demolir meu muro, meu futuro
O próprio caos é meu segredo.

Peço que não vá embora, pelo menos agora
Espere a música cessar ou pelo menos minha vida seguir seu fim
Sorria para mim uma única vez, pode ser com a janela fechada
Eu sou um desumano ser infeliz que implora por um fim
Cada gota do orvalho um encanto para meus olhos, infeliz.

Acredite em mim não tenho nenhum motivo para fugir
Essa música tenebrosa me manda para sempre embora
Minhas lágrimas ficam em cima do piano enferrujado
E a certeza de que a melodia de minha vida foi meu passado.

Nenhum comentário: