domingo, 1 de fevereiro de 2015

Coruja

Vejo seus olhos tão sinceros
Grandes olhos abertos
Flutua suavemente na noite

Observando o mundo todo nas suas asas
Ela guarda segredos, como ela é sábia


Na sua árvore observa
Toda a noite como uma selva

Ela aprende e ensina
Uma completa sina

Dia amanhecendo hora de dormir
Seu segredo é partir.

Nenhum comentário: