domingo, 15 de fevereiro de 2015

Brinquedo sentimental




Jogado no lixo
Tanto tempo se passou
Antes com abraços
E sorrisos.

Estou abandonado
Descosturado
Sem meus botões
Sem meu belo laço
Deixado de lado.

Sou o brinquedo
Que um dia foi amado
Sou o carrinho deixado para morrer
Sou a boneca deixa para o rato roer
Sou o pião tão velho que ninguém mais quer ver.

Como podem ser tão cruéis
Fui um dia seu confessionário
Quanto tudo estava dando errado
Fui um grande companheiro
Grandes batalhas ou apenas um avião a voar
Você estava sempre a brincar
Infelizmente passou-se os anos e você não vai mais voltar.





2 comentários:

Andreia Brisola disse...

Achei muito linda e profunda
Super beijo

http://poemanaocaidemoda.blogspot.com

Zaymond Zarondy(ZZ) disse...

Uma para refletir como a maioria das coisas das vida são facilmente desgastáveis. ZZ