terça-feira, 23 de abril de 2013

Faces no escuro


Sinto o que não posso sentir
E em dias de tempestades
Apenas me escondo de mim mesma.

Não sei o porquê de me sentir assim
É como se eu tivesse certo medo de ser o que sou
Mas o que eu sou? Apenas pergunto isso
Enquanto me olho no espelho, serei realmente eu?
Não sei o que vejo, não sei mesmo o que devo pensar
Então apenas engulo minhas milhões de opiniões...

Os meus sonhos são serenos
 O medo dos pesadelos me possui...


Lágrimas escorrem
Corro em direção ao nada
O escuro persegue-me enquanto corro
Corro para seus braços.

Nenhum comentário: