segunda-feira, 11 de junho de 2012

Ter



Tenho que parar de me importar tanto
Tenho que arrancar meu coração com as mãos
Tenho que me desferir e propriamente me excluir
Tenho que ser o que não sou me mentir
Tenho que fazer minhas lágrimas secar
Tenho que fugir para as mentiras não me encontrarem
Tenho que sentir dor e esconder a dor
Tenho que fingir um sorriso de vitrine
Tenho que forçar minha respiração
Tenho que seguir sem hesitação

Tenho tanta coisa a fazer e a não ser.

Nenhum comentário: