segunda-feira, 11 de junho de 2012

Olhar


 Dor como nunca houve você nem me ouve enquanto me arrasto no chão você fuma um cigarro e joga as cinzas no chão agradeça por eu não poder ficar em pé vejo a maldade cruzar seu olhar, eu que vou pisotear você, eu vou queimar você, eu vou cortar você, eu vou matar você.

Nenhum comentário: