sexta-feira, 6 de abril de 2012

Recém-nascido morto

  Suas viceras foram arrancadas
  seu coração foi inteiro esmagado
  pobre homem que vivo um dia era
  vida que se esvaiu em sangue
  sonho que se concretizou em migalhas
  um homem morto que um dia estava vivo
  Seu rosto circula em osso
  carne podre e fétida
  no dia em que morreu nasceu
  pobre morto recém-nascido.

Nenhum comentário: