sexta-feira, 6 de abril de 2012


Que tal  apenas andarmos
sem olhar para as dores e as desilusões
pois nada nos salva de sermos um dia nada
tanta coisa insana nos obrigando a ser algo
mas eu me nego e continuo parada no mesmo local
parar tudo sem ter que recolher os pedaços de mim
sem pisar no que um dia eu teria sido e fingir no mundo perfeito
olha-se o caos de vermes tão inúteis e ignorantes que vagam
mas iremos ser iremos ver o que somos se olharmos no espelho
nossa voz,nossa fala nada que façamos muda o que somos
e a maça não foi a causa de sermos o que nós somos.

Nenhum comentário: