sexta-feira, 6 de abril de 2012

Mar Morto


Algo está me deixando com raiva
cansaço que acumula  pouco a pouco
estou ficando sem controle
rasgando as cortinas
quebrando os móveis
nada me alivia
quem sabe a morte
ouso uma explosão
está vindo de dentro da minha cabeça
uma fumaça invade meus olhos
agora estou ficando cega
irei apenas levar junto o que me sufoca
no meu mar de coisas mortas.

Sou nada
mundo será nada
e quando tudo sumir
vou querer-me de volta.

Nenhum comentário: