sexta-feira, 6 de abril de 2012

Livro em branco


As coisas que nos impedem de ser
tão pequenas como uma inutil formiga
basta pegar seu pé e esmaga-la
a vida parece um livro de folhas brancas
que pouco a pouco as linhas são escritas
mas algo não está nada bom
algumas folhas estão sendo arrancadas
onde está a parte de ser algo bem melhor
infância que morreu logo embaixo de um viaduto
agora o sonho se resumem a encontrar comida
pedindo como um condenado que a morte chegue rápido
o vento fez as folhas voarem para longe
corra atras e aprenda a voar mesmo se cair
pois todos estão esperando com que fracasse
mostre suas asas pegue as folhas e faça eles engolirem
não se precisa de velhas espectativas e sim de novos sonhos
e quando a vida de mentira de todos acabarem, explodirá
maior catastrofe pois nada mostra-se como realmente é
a terapia que se faz voce ser o culpado pela dor de alguem
ninguém é perfeito e mesmo assim todos tentam ser uma ingenuidade
correr para longe e esmagar esses desgraçados
correr e ultrapassar tudo o que um dia foi difícil
pois caidos ficaram aqueles que um dia estiverem no poder
e eu fico aqui apenas vivendo até um dia desparecer.

Nenhum comentário: