quinta-feira, 8 de março de 2012

Invenções

Sonhos que acabaram em lágrimas de lamuria

caminhos que ao longo se despedaçaram

olhos inchados de um choro condenado pela vida

e a nossa perfeição acaba quando mascará virá pó

escolhas talvez façam algo mudar ou ficam paralizadas

mãos que sangram de tanto trabalhar só para viver...

nem tudo que você sonha vai virar e o ouro logo acaba

mentiras são a maneira de inventarmos historias decadentes

tão inuteis pensarmos que somos unicos se o mundo se resume em nós

imperfeito palavras que saem quando se querem dizer a verdade

sentindo algo que não se crê,entregando ouro ao ladrão de vidas

e as pontes que cruzamos derrepente caem junto com a nossa esperança

pulamos então dela e com esquecimento reaprendemos a nadar

olhe o que voce acha no fundo a esperança afogada naquilo que se foi

mas quem sabe logo você seja a água que será então você

um mundo onde nos tornamos aquilo que nossas ações fazem-nos ser

se eu me mascarar com aquilo que não é real serei o mais louco

humanos que somos não queremos ver mais uma bomba cair

pois o que somos merece reconhecimento nas verdadeiras essencias

a fé é um risco a correr é como atravessar um rio sem saber nadar

mas acredite em você sem que ninguém acredite,antes de evoluirmos.

Nenhum comentário: