terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Garota do suburbio

Sou uma garota do subúrbio de uma cidade pequena

não tenho papel algum a seguir dentro da sociedade

escondo-me dentro de minha fortaleza

onde eu escrevo meus sentimentos inventados

e nego aquilo que está em meus olhos

fui cruel muitas vezes e muitas vezes chorei

quero não ter nunca mais um motivo para chorar

mas está em seu olhos o mistério indescritível

estou perdida em um grande labirinto de ilusões

se facilmente fraquejar minha mascará vai cair

as coisas que escrevo não são sobre mim

são apenas sentimentos vagos de minha mente

busco me esconder do seu olhar antes que eu percada o controle fecho meus olhos e adormeço.

Nenhum comentário: