domingo, 25 de dezembro de 2011

Flor

Diga-me por que

As flores não me olham?

Pareço enxergar sua dor

Na manhã o orvalho a faz chorar

Pequeno botão logo vai florescer

E junto com ele as manhãs também

Tome cuidado com a tempestade

Suas pétalas tão delicadas vão se desmanchar

Sua vida vai embora e junto com ela seu perfume no ar

Para sempre sua raiz ali ficará até outra em seu lugar ficar.

Nenhum comentário: