quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Solidão

Sinto-me trancada dentro de minha alma
sinto-me como a unica flor viva em plena alvorada
sinto-me triste por esta vida infeliz e desgraçada

Não me vejo no espelho
minha imagem faz tempo que não vejo
eu susurro levemente minha canção da solidão

Tudo trancado,tudo sem luz
fico no escuro com meu corpo nu
a sós com as estrelas olho a lua
vaga-lumes voam iluminando minha tristeza
fico presa a solidão e minha sutileza

Não escuto nem mesmo o som de uma respiração
a não ser a minha, mas isso pouco importa
eu mesmo destranco a porta...

Sinto-me tão solitária
sinto-me distante de tudo
sinto-me culpada
sinto-me e me desculpo

Solidão é minha companhia
tome chá comigo essa noite
me embale em seu sono perverso
de manhã sei que virá
mais uma dia me assombrar

Não acaba essa agonia
quero uma boa companhia
que venha e ajude a cantar
uma canção para solidão ir embora
e enfim eu trancarei a porta.

Nenhum comentário: