domingo, 14 de agosto de 2011

Sou rosa e espinho

Sou como a mais bela rosa
com o mais afiado espinho que faz com que você sangre

Sou como o sonho tão poderoso que deseja
e o pesadelo mais horrível que o aprisiona

Sou como a dor que não o dispensa
e como a calmaria que o deixa descansar

Sou como tudo que desejas
Sou a rosa e espinho, sonho e pesadelo
dor e calmaria, poema que escorre em sua vida
talvez um dia seja sua morte
aguarde pois tens sorte.



Nenhum comentário: