sábado, 20 de agosto de 2011

Sorriso

Eles sorriem maliciosamente ao verem a destruição
mostrando-se agradavelmente prometedor

Ao verem os fogos manifestarem-se com revolta
nem ao menos nos convidam para assistir
pois reduziremos à cinzas junto a ele

cada pedaço ou gota de sangue
deixa uma cicatriz no passado
alterando nosso presente

Pegam seus enormes pedaços de metal
lançam sobre todos
sem nenhuma esperança nos aguardamos
e ainda nos culpam
mas no escuro da noite deixarei uma rosa em sua sepultura
e a morte penetrará em todos como um espinho e o sangue não será mais nosso problema.


Nenhum comentário: