quarta-feira, 1 de junho de 2011

Infame

A maquiagem está derretendo como o gelo
E aos poucos não sentem nenhuma utilidade
Nenhuma audiência nenhum sorriso nenhum aplauso
Você foi descartado.

Jogado no lixo como o resto das pessoas
Eu ainda posso ouvir os gritos
Que atravessam com horror meus ouvidos
Os meus sonhos nunca mais serão os mesmos.

A evolução muda o mundo
O mundo muda você
O macaco virá o homem
O lobo um lobisomem
O fantasma adora ser apreciado
O nível não é mais o mesmo
Você não nascerá de novo.

Nenhum comentário: