terça-feira, 17 de maio de 2011

Eu

Eu sou uma pessoa impressionista sem lógica e nem criatividade
fui conquistando meu mundo que parece feio de cartas de baralho
Eu frágil e indefesa fui me arrastando até conseguir me camuflar
Me escondendo de câmeras que cercando tudo o que um dia fomos
Eu perdida na minha própria loucura, as janelas sorriem para mim
tendo escapar das aguas que me fazem rastejar e me ferir
Eu procurando por mim mesmo em uma câmara de gás
minha alma perdida me segue e permanece muda sobre tudo que acontece
Eu tão pouco apenas uma pedra no sapato de alguém
mais um grão de areia na praia tentando não ser pisado
Eu tão pouco compreendida e esquecida em um mar de mentira
estou tentando nadar mais a onda me puxa e eu afundo
Eu estou tentando revogar a vida que um dia foi nossa
a felicidade e paz e uma vida sem limitações onde podemos viver
Eu não estou muito bem minhas forças não são eternas
luto com minhas mãos fragilizadas ousa meu sussurro e se esconda
Apenas se esconda do mundo enquanto você não foi pego
guarde para você esse segredo.

Nenhum comentário: