terça-feira, 5 de abril de 2011

Invisível

Uma coisa criada do nada
em universo vazio ele caminha
e na desgraça de uma ponte fraca
você cai e não há nada que o segure
seu cérebro sendo controlado por milhares de cordas
feito para ser um fantoche inexistente
imploram pela sua suplica divina
encontrada em uma capela com as velas derretidas
o mundo que você derreterá sem piedade
seremos como borboleta com apenas um dia de vida
tentaremos ser mais fortes a entender
que é ainda mais fácil quando não se pode ver

suplicaremos a nossa inteligência para acordarmos desse sonhos
conto de fadas que não dura para sempre com o final feliz jamais criado
acorde com o azul e com o sol a brilhar e tenha certeza de tudo
acredite em sí mesmo tenha forças não suplique para ninguém
viva com o seu melhor e enxergará no escuro uma luz.

Nenhum comentário: