quinta-feira, 17 de março de 2011

Uma época

Uma época de correr sobre a chuva e cair sobre a lama
não se importar com a fumaça dos corações que estão em brasa
cores que me cegam me parecem melhor que em outra época
tomo cuidado para não ser a próxima a se esquecer por um instante

Não quero voltar para frente,pare o tempo
Não quero parecer delinquente, roubando corações
mas parece tão correto, pelo menos nesse momento

Nesse dia de chuva tão ensolarado
fazendo-me não querer mais nada
esquecendo de tudo que gira em minha volta
me fazendo sorrir pela mais tola desgraça

desaparecendo o sol uma tempestade
sem musica marchando uma irmandade
sem sorrisos uma prisão sem grades

Sem os venenos acabou a liberdade
sem ser livre, pássaro que perdeu as asas
e eu mais uma vez perco aquilo que chamava de casa.

Nenhum comentário: