domingo, 28 de novembro de 2010

veneno envenenado

Cada pétala de rosa
uma pessoa apaixonada
cada pedra que vejo rolar
a chuva que cai sem parar
me mostrando que as pétalas se vão
e rosas se destroçam ao chão

Cada batida de coração
cada movimento que vejo no espelho
um veneno envenenado do coração mais apaixonado
que sonha até acordado com cada beijo molhado

Dias e noites em claro
chamas consomem sem parar
cada lembrança de dias felizes
deixando todos amargurados e infelizes
com o desejo em suas mãos

nunca deixe morrer algo que foi tão verdadeiro
como um olhar de desespero
apaixonados sempre seremos
e sem o amor enlouquecemos.

Nenhum comentário: