segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Magos

Noite dos magos inescrupulosos
Que sonham com coisas impossíveis
De tempos improváveis
Sobre o grande abismo silencioso

Teu poder raio assombroso
Cura os ferimentos dos sensíveis
E o vicio dos cruéis
Fere-os com um poder tenebroso

Vive e trabalha com os elementos
Parece não saber sobre sentimentos
Me dê sua cura quando me ver morrendo
Batalhe com os inimigos
De raios e espadas
Ganhe com a magia as batalhas.

Nenhum comentário: