quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Candidato do amor

Você pode ter tudo e não ter nada
viver a vida embriagado sem olhar para a destruição
pode ter uma vida sossegado sem sofrer pela paixão
viver com tanto sentimento acumulado que não cabe mais no coração
quando se ama como uma corda que solta todo o sentimento
sem pensar nem um momento que a decepção apertará seu coração
todos sofrem todos já sofreram por amor
o que vale é tentar e não se arrepender das burrices que você fez
de um pedido que você aceitou de um carinho que você nunca negou
do choro que você não engoliu do ciúme que você sentiu
tudo que ocorre quando amamos e não desistimos
uma hora voltamos outras partimos
mas sempre estaremos aqui candidatos ao amor.

Nenhum comentário: