sábado, 13 de fevereiro de 2010

Sem você

Meus olhos sangram
E minha vista embaralha longe de você
Meu céu desaba e vasa o céu azul

Minhas pernas tremem
Como um terremoto
E a destruição para em meu coração

Minha vida se acaba
Sem você fica sem a graça de amar
Você é quem me faz respirar

Enfim é impossível viver sem você.

Um comentário:

Andy Freitas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.