sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Morte cega

Andando em vários lugares
Onde nunca pensei em ir

Visitando a morte
Que lentamente descansa a minha chegada

Passando pela tortura
Onde meu coração já repouso

Olhando com meus olhos
Frios e com lágrimas de sangue

Deserto tenebroso
Praia calma pelo desgosto
Floresta fria pela incerteza
E eu morta pela morte cega.

Nenhum comentário: