sábado, 6 de fevereiro de 2010

Curativos

Curativos reciclados tampando a marca da dor
Não ameniza só disfarça o quanto sofremos
A velha faca que some onde está o sofredor?
Fugiu... Escapou... Escapuliu... Que horror!

Estamos com o mapa do tesouro
Pode ser real... Ou mais uma loucura
Muitos sonharam que estavam voando
Crescendo com o tempo aprendi a ser melhor
Trabalhando com o próprio suor
Gastei tudo que me pertenceu

Curativos rasgados não estão adiantando
As paredes estão caindo... Animais estão gritando
A vida esta acabando... Choramos e choramos

Sol esta voltando
O que era morto reviveu
Parece a cura para a solidão
Velho e triste plebeu
A chuva caindo devagar
Lembro da vida que deixei derramar

Mais poucos resistem... Os curativos são fantasia
Imaginação... Mentira... Curativos são acusação
A dor que sente é maior que a minha... Bem maior
Tristeza é solidão... Curativos? Esqueçam joguem todos no lixo.

Um comentário:

Andy Freitas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.