sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

A cova

A dor é a forma mais clara de sentimento
Você sentado em um frio apartamento
Apenas rezando e tendo ressentimentos

Enquanto eu sonho com um lugar fantástico
Você esta frio distante em um lugar macabro
Onde não sou capaz de entrar

Minha cova sempre esteve fechada
E a sua você sempre manteve aberta
Com os horríveis gritos que o esperam

Sempre subi em arvores
Para enxergar o céu azul
Mais sinto dizer que nada vejo
Apenas uma cega escuridão
Fria tenebrosa que me assombra

Espero te ver novamente
Mais em um belo lugar
Em um paraíso
E não na triste cova onde ouso risos
Da morte, tristeza e dor que da pena.

Um comentário:

Andy Freitas disse...

Muuuito bom!