quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Verdade sobre a vida

Todos e muitos e muitos loucos na mentalidade de um mundo louco
Sem a mente aberta
Sem a verdade sincera
Sem enxergar as verdadeiras feras
Estive ligada num passado
Que não sabia antes de ligar os dados
Eu chorei e vi que o passado é mais negro que esse que existe aqui
Não imploro o perdão sou perdoada aos poucos com as vidas que virão
E nada da fraqueza existente na vida e nas verdades negras
Já foi quinta ontem quem sabe numa terça-feira
As recordações se apaguem para outras que virão
Quem sabe meus sonhos sejam implicação
Se eu rodo o mundo e não encontro meu coração
A vida sempre acabara ate escutarmos um não.

Um comentário:

Andy Freitas disse...

Eu pensei que era impossível, mas você melhora cada vez mais.