quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Vida e cor

Tem que ver um lado da vida
Onde tudo se colore sem mentiras
O que era vermelho fica cor-de-rosa

Textura do destino
Desenhado sem régua
A linha fica torta
Em inglês Green
Em português verde quero pra mim

Desisti da esperança
Vestida de preto, branco e laranja
Não calço sapatos
Eu ando descalço

Só sei que a vida
É colorida
Quero ser mais que azul
Cor de um corpo doído de frio

Quero que não acabe
As cores e as tintas
Pois sem cor não é nada a vida.

Nenhum comentário: