domingo, 22 de novembro de 2009

Todo dia

Todo dia quando acordo
Vejo o céu se abrindo
E às vezes chuva caindo

O dia sempre igual
Todo dia ao natural
Nem é alegre nem feliz
Mais algumas pessoas pedem bis

Me arrasto seguindo passos
Tem vezes que guio e outras que me complico
O mundo cheio de crueldade
Com flores espinhos e uma pequena maldade

Sinto o cheiro do sol
Perfume da minha vida
Todo dia terei que acordar se quiser continuar viva.

Nenhum comentário: