sábado, 7 de novembro de 2009

A tentaçao do fracasso

Parado olhando tudo ao redor
Nada para sempre
Cadê seu objetivo?
Vamos lá.

Parece que está controlado pelo relógio
Como num eterno TIC TAC
Moscando vendo as coisas acontecerem
Nenhuma maneira de mudar.

Batendo as mãos
Ouso ruídos, barulhos que confusão!
Parece a maneira mais fácil de não tentar.

Eu não sou de ferro
Mais minha arma é,
Minha arma é tentar.

Minha munição é o fracasso
Vou tentando agüentando os embalos
Eu não choro eu não me arrependo
Eu supero mais que necessitados.

Não minto nem engano
Eu sou simples e vou lutando
A guerra só acaba quando todas as batalhas foram ganhas.

Nenhum comentário: