sábado, 7 de novembro de 2009

Soneto da rapidez

Se você não olha
Pode estar perdendo uma chance
Então preste atenção
As coisas passam rápidas demais.

Você percebe que tudo se move
As coisas são perigosas para os desprevenidos
E encaradas bem pelos resolvidos
A concentração se encontra na mente.

Você pensa é impossível
Ande e você alcançará
Mesmo sendo tão rápido.

Procure o movimento
Controle o coração
As coisas passam rápidas e nenhuma é em vão.

Nenhum comentário: