terça-feira, 24 de novembro de 2009

quando eu era pequena

Eu era pequena
Não sabia o que ser
Mais podia crer

Eu era uma pequena menina
Doce frágil e sem destino
Eu só via o mundo sorrindo

Eu era paciente
Deitava sobre as plumas
E sonhava em pisar na lua

Eu fantasiava com o vento
Quando se cresce não há mais tempo
Os sonhos crescem a partir do pensamento.

Nenhum comentário: