sábado, 14 de novembro de 2009

O mar

O mar infinito tão lindo e bonito
As ondas chegam com o vento
E quebram na beira da praia

Se tudo é tão fácil então porque disfarço
As ondas me chegam e me afogam
O vento me toca e me derruba
Às vezes precisa-se de certa ajuda

Todos andam por uma estrada
Pela praia com a areia molhada
O sol ilumina as cabeças que pensam em ganhar
Sonhos chuva e tempestade
Só derrubam aqueles que não sabem lutar

É fácil se entregar
Os peixes não ficam sós num mesmo lugar
Somos às vezes ingênuos
Mais as ondas vêm e vão assim como o tempo.

Nenhum comentário: