quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Nada sem voce

As ondas me pegam e molham meus pés
Suas mãos suas caricias que me fazem amar
O sol me ilumina
Você é que me ilumina e me seduz

A dor de eu ficar tão só
Não encontro o caminho
Não sem luz

Eu amo o que me faz sentir
E descanso em seus braços
Aquece-me não passo frio
E tudo ficou morto sem você aqui

Der repente à agonia toma conta
Der repente à fantasia não desperta
Você sempre será a luz que nos transformou em coisas melhores

Mais que árvores mais que montanhas
Fomos amantes da noite apreciadores da lua
Fomos o que todos queriam ser

Mais sem você não anoitece não escurece
Não ilumina nem envaidece
Sem você nada se mexe.

Nenhum comentário: