segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Pensamentos na escada

Pensando em você
Sentada na escada procurando entender
Lendo as brigas por nada entre mim e você
Sem saber que o amor estava em minha frente
E eu não enxerguei.

Porque agora tudo se foi e nada volta
As cinzas não irão virar retratos
As brigas viraram ridículos fatos.

Meu escudo protetor contra o mal foi você
Um destino destruído eu procuro entender
O forte que encara a morte
Morte que vem sem amor
Com uma profunda dor
Arrancando pétala por pétala de uma flor.

Amor que se foi
Mar de vestígios
A escada se torna apenas lenda
Sem começo nem meio
E no fim acabo no mesmo lugar
Todos escrevem suas historias
Mas nem todos são capazes de amar.

Nenhum comentário: