segunda-feira, 14 de setembro de 2009

amor a um lobo

Teus passos leves não me escondem
tua boca doce não me engana
as vezes seu olhar me provoca
amo teu jeito sobre natural
teu corpo me cobre nos dias de frio
um lobo sozinho as vezes parece tão sentimental
venha comigo solitário lobo amar é natural.

Qual será a receita pra te amar
você me olha e me faz desandar
as vezes o sono chega e sonho com a felicidade
estou aqui na solidão amando um lobo
desejando só um pouco
me transportando ate o frio do artico
mudando as coisas pequenas e transformando em saudade
me lembra,tudo faz lembrar os dias drogas e de babaquices
quando fingia ser o que não era mais assim era diferente
cada chuva de inverno faz chegar seu calor.

O que eu quero?
quero você me amor
espero sentada,de joelhos seja como for
o tempo passa como um furacão
isso me diz que talvez possa ser um não
pelo menos amo como quem quer
talvez não mereça
talvez apenas te queira para matar a obsessão
mais meu coração diz que ama
e as coisas não são em vão.

Nenhum comentário: