sábado, 5 de setembro de 2009

afundando em meus passos

Afundando
meus pensamentos levam a conclusões erradas
algumas frases me escapam
observo no escuro dos meus olhos a claridade
não me lamento por bobagens
luto com as garras invisíveis
os fracos culpam os outros de seus fracassos
livros me contam segredos
enquanto sonho acordada com o futuro
eu penso que as coisas serão domáveis
tenho poucos anos para demonstrar
os que me julgam não sabe da verdade
não sabem dos poderes e das rimas
educação é apenas para nos deixar ocupados
enquanto alguns correm eu fico de lado
na verdade ninguém me conhece
sobrevivo dos livros
minhas mãos estão prontas para escrever
e meu coração me diz tudo
minha vida,minha mente ,meu mundo
escritas em papel
meus dias,minhas horas e minutos
tudo mostrado em versos
escuridão não me alcança
me deixe sozinha
caminhe devagar
apenas mais um dias e ficara bem
andando vento nos cabelos
um belo sorriso,um olhar
não vou esquecer do tempo que escrevia coisas tolas
as coisas mudaram concretas e destruíram as tolas.

Nenhum comentário: