sexta-feira, 28 de agosto de 2009

caminho de incertezas

Um lugar simples e seguro
é onde me sinto bem
as veses penso que eu mesmo não existo
cacos de vidros
e medalhas que pra nada servem
quando perco o caminhos
sei que é um perigo
não há motivo eu sei
mais os raios me assombram
ando com pressa e as veses um sorriso
milenar e impossível
nunca tive certeza
sempre indeciso
a plateia me aplaude
plateia de de corações destruídos
fico leve quem sabe um dia eu voe de verdade.

Nenhum comentário: