domingo, 30 de agosto de 2009

crueldade da solidao

Sugere me mostra um novo caminho
me deixar sozinho
meu coração diz que não
doí minha alma e minha boca se cala
apenas escuto
droga de departamento
onde os corações são ordenados
onde a crua maldade rodeia minha alma
e mais uma vez minha se cala
ouso batidas
algumas fortes dentro do meu cérebro
destroçando mentiras
e fazendo velhas feridas se abrirem
por que eu?
tinhas tantas pessoas que mereciam
a constante troca de olharem
tirando sarro dias e dias
deixando eu e minha mente vazia
mais um dia sem nada
tudo esta desmoronando em minha cabeça
e rachando meu coração
quero parar pra observar a estrelas
um dia fugirei dessa desgraça e sofrimento
onde estarei no céu contemplando a lua e os planetas
e enquanto isso caminho nos sonhos vazios.

Nenhum comentário: