terça-feira, 21 de julho de 2009

cidade da morte

Tao fácil pedir socorro
não me culpe não sou a única
me tornei um experimento excessivo de ódio
destrui as tolas palavras amedrontadoras
escalei o pico do sofrimento
passei pelo mar da luxuria
e cheguei a uma terra desconhecida
foi morta e decapitada então descobri
cheguei a cidade da morte.

Nenhum comentário: